quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Maria la del barrio soy



Miagente

Miagente

Miagente...

Tá.

Parei.

Tô pensando seriamente em fazer aquele negócio de regressão pra saber das minhas vidas passadas. Porque só voltando as minhas reencarnações pra saber porque diabo eu só pego caras com desgraçamento de cabeça.

Doido. Tá pra nascer em cima dessa terra, alguém que atraia mais homem problemático do que eu, euzinha aqui. (Tá. Rolou um leve drama and exagero, mas quem aqui não é Maria do Bairro de vez em quando?)

Qual a dificuldade de eu encontrar um cara que tenha a vida e os sentimentos resolvidos? Qual a dificuldade de eu encontrar um cara que queira realmente ficar comigo, que não queira descontar em mim o que outra gata fez de ruim com ele, que não tenha resquícios de amor mal resolvido pela ex, que não seja apaixonado platonicamente por outra pessoa? Que, enfim, só queira uma garota legal pra namorar e tals? (essa garota, no caso, sou eu, só no caso, pra quem tiver dúvida, tá?)

Porque, olha...

Eu tô com a porra do saco cheio. E eu NEM TENHO UM SACO, avalie se eu tivesse um. 

Esse tipo de bomba chega até mim, disfarçadamente, fantasiado de gente boa, vai conquistando meu coraçãozinho, como quem não quer nada... Aí, pah!!! Joga os problemas emocionais TODOS em cima mim.

É um jogo comigo, Brasil? Tá de brinks com a minha cara a essa altura da minha vida?

Eu não sou psicóloga. Eu sou Jornalista e Relações Públicas e isso não me dá habilitação pra receber os traumas de ninguém. Eu já tenho os meus. São muitos. Tô satisfeita já, com esse negócio aqui.

O fato é que, esse negócio de namorar tá cada vez mais difícil. E eu tô falando é do processo mesmo... Essa parte em que você conhece a pessoa, não sabe se quer sair com a pessoa, não sabe se quer ficar com a pessoa... Aí você sai com a pessoa, fica com a pessoa, gosta da pessoa. Aí a pessoa te leva pra conhecer a família, te convida pro casamento do irmão que vai ser daqui a seis meses, diz que gosta de você e tals, que você é especial e tals... Aí, do caralho do NADA, a pessoa vem com um... "vamos com calma", "estou me sentindo pressionado", "vamos dar um tempo" e, a melhor de todas "minha ex me ligou".

Meu lindo...

Pra você eu canto essa belíssima música da Clarice Falcão...

"Eu quero ver você
Numa piscina de óleo fervendo
Pedindo socorro
E eu te oferecendo uma dose de rum
Pra você se esquentar

Eu quero ver você
Numa piscina de óleo fervendo
Gritando que já está quase morrendo
Desculpe, meu bem
Mas eu não sei nadar"


Sei não, hein... Acho que, quando eu completei 15 anos, fiquei presa na novela da Maria Mercedes e nunca mais saí. Te contar, viu?

2 comentários:

  1. Hahahahahaha
    Sei que eu não devia rir. Só que não dá, miga.

    ResponderExcluir
  2. Nossa prima como sempre arrasando, manda pra PQP.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário no Lado de Lah!